sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Minha história - Eliminei 32kg e recuperei minha auto-estima!


Para inspirar

Quem está acima do peso sabe o quão difícil é eliminar o que precisa ser eliminado e recuperar a saúde. Situações como vestir aquela calça e ver que ela nem passa da coxa, passar a maquiagem e reparar que o "papo" do pescoço está diferente; receber comentários de conhecidos do tipo "nossa, você engordou né?"; pegar fotos atuais e não se enxergar nelas e é claro, olhar-se no espelho e simplesmente não se reconhecer. É horrível!!! Só quem já passou por alguma situação dessa sabe como que dói de verdade na alma!! 
Acho fundamental conhecermos histórias de pessoas que conseguiram chegar lá sabe?! Ou que pelo menos estão se esforçando diariamente!! Pessoas que nos empurram para cima, nutritivas, motivadoras.
Acompanho muitos perfis, blogs e afins de gente que curte vida saudável e é muito legal ver a evolução destas pessoas. Mas quando é alguém que esteve mais perto da gente, dá até uma certa noção de "realidade" não é mesmo?! 
Quem vai contar sua história para nós hoje é a Dani, que já foi entrevistada pelo Clube em 2011. (Link AQUI). Vamos conferir?



Foto de 2002, quando tinha 3 anos de casada. Eu sou a de pé, de blusa vermelha e bermuda jeans abraçada com meu marido
"Eu sempre fui magrela, do tipo que ganhava até apelidos; Meu pai dizia que se desse um vento forte, me levaria, rs.  Minha família era pobre demais e nosso meio de transporte era bicicleta; eu vivia em cima de uma e isso meio que colaborava para manter meu peso estável. Quando fui pro Japão, comprei uma bicicleta na primeira semana e foi meu único meio de transporte, além disso, também trabalhava em serviço pesado que me exigia muito esforço e movimento do corpo. E acreditem ou não, eu vivia de dieta, tomava shakes emagrecedores, sopas diet... parece piada, mas eu me achava gorda com 58kg!!


Gravidez, casamento, família

Casei magrela e continuei assim até que tive minha primeira filha. Eu tive dificuldade para engravidar e fiz tratamentos no Brasil, tomei remédios e pedi demais a Deus por um filho. Quando finalmente consegui engravidar, o peso era minha última preocupação. As pessoas diziam que eu tinha que comer por dois e eu levei isso bem a sério. Fora que minha irmã teve complicações sérias nas gestações dela e eu tinha muito medo de perder o bebê, então saí do trabalho, evitava caminhar, dei a bicicleta e passava o dia vendo TV, comendo e dormindo. TV japonesa é um mal pra grávidas, porque só tem comercial de comida, e tudo que eu via eu comida. Só não a cerveja, porque o resto....
Pra piorar sempre fui boa de garfo, não tem nada que eu rejeito: "É de mastigar e engolir?" - estou comendo.  No final da gravidez eu ganhei 22kg , mas estava feliz demais para me preocupar com isso.
As pessoas (aquelas que diziam que eu tinha que comer por dois) diziam que eu tinha que comer bastante para ter muito leite, e que dieta secava o peito. Caí na besteira de acreditar de novo!!
No final de 2012, 109kg
3 anos depois veio outro filho, e mais 3 anos outro. Minha balança era enfeite pro banheiro, raramente me preocupava com peso. Queria saber de ver minha família bem e só. A cada filho fui ganhando mais peso, e quando a roupa não servia, eu dava para alguém e comprava outra maior.


O dia que literalmente "caiu a ficha"

Na minha terceira gravidez, tive depressão pós parto de leve, a princípio nem notei na verdade. Quando minha filha fez 30 dias fui ao Brasil e 4 meses depois voltei ao Japão. Foi o "start" para uma depressão forte que eu não percebia até então. Ignorava, focava em outras coisas e jurava que tudo ia melhorar. Sou uma pessoa ansiosa e descontava a ansiedade na comida. Um ano depois fiquei realmente mal. Tive um surto de pânico dentro do carro, meu marido se assustou demais e foi aí que vimos que eu precisava de ajuda e rápido.  Voltamos para o Brasil e as crises foram aumentando.  Ficava no quarto dormindo e lendo sem vontade de ver o mundo. Fomos numa festa num fim de semana para rever uns amigos e a esposa de um deles é psicóloga. Conversamos um tempo e no dia seguinte ela me mandou uma mensagem me convidando para participar de um tipo de consulta com residentes da faculdade dela. Aceitei, fui e depois de uma hora de conversa eles me convenceram de que eu precisava mesmo de um tratamento. O bom foi que ganhei o tratamento!
Em 2011
Na primeira consulta oficial a psicóloga me pediu pra sair de casa e caminhar na rua devagar por 30 minutos todos os dias.
Eu estava super sedentária e nem tinha percebido. Não ia nem na esquina se não fosse de carro!


O começo da mudança

Fazer isso me assustou de uma forma que nunca imaginei que poderia. No primeiro dia fui arrastada pelo meu marido. Tem uma pracinha perto da minha casa, então a gente ia e aproveitava pra levar as crianças pra brincar. Eu fui e chorei. Foi aí que vi como eu estava mal, com vergonha de mim mesma e fraca. Minhas pernas doíam. Meu marido ficou do meu lado o tempo todo e todos os dias na mesma hora me arrastava pra tal praça.
Uns dias depois ele precisou fazer uma viagem de trabalho , quando deu a hora de ir, senti vontade e fui sozinha. Foi mais fácil e então todos os dias eu ia sem medo. Nesse mesmo dia fui assistir a uns vídeos no YouTube e vi uma menina que não lembro o canal falando que o que motivava ela a fazer atividade física eram as pessoas das redes sociais na mesma “vibe” que ela. Fui pro instagram e comecei adicionar tudo quanto é perfil de fitness. No meio descobri uma menina que fazia a tal “dieta dukan” e vi que os resultados eram incríveis e os pratos não eram tão tristes como de uma dieta comum.
Mas a dieta é cara, então decidi que ia fazer uma RA por mim mesma e quando a grana entrasse faria a tal dieta. Comecei diminuindo porções, pesquisei, estudei, aprendi entender o rótulo dos produtos e passei a vigiar o que comia.


Uma nova vida

Hoje tenho mais disposição e com certeza o emagrecimento está colaborando demais pra vencer a depressão. 
Descobri que sou bem mais forte e determinada do que imaginava! Saber que consigo hoje dizer não para comida quando todos estão comendo foi uma auto-descoberta incrível. E descobri também que não preciso de chocolate só porque estou de TPM, rs!
O peso foi baixando, mudei minhas horas de caminhadas para manhã, intensifiquei os passos e hoje estou aqui indo super bem com meus exercícios diários!
 
Após perder 10kg
Faço AEJ – Aeróbico Em Jejum, 6 vezes por semana. É minha hora preferida do dia! E agora faço ginástica localizada em casa mesmo, 5 vezes por semana também. Levo 2 horas do meu dia pra fazer tudo. Mas vale muito a pena! 
O comecinho é a maior dureza. Quando você anota o tanto de peso que quer eliminar dá medinho de não conseguir sabe? Ainda mais quando você mesmo tem dúvidas se vai conseguir ir até o fim, quando você não acredita e tenta só porque tem alguém te empurrando! Foi complicada essa fase inicial. Fora que a depressão no início foi muito intensa! Mas com força de vontade e determinação a gente chega lá!

Buscando inspirações

Eu olho todo santo dia de manhã o insta pra ver se as meninas já estão suando a camisa. Parece bobeira, mas é bom saber que tem alguém que levantou cedo também pra ir malhar. A @gabrielapugliesi me anima com as frases hilárias pela manhã, se estou com preguiça ela me joga pro alto mesmo!
A @fabulousfit me anima a não desistir de buscar  saúde no meu dia-a-dia.
As meninas que fazem Dukan me dáo for;a pra continuar na dieta que escolhi, aqui vai uma lista de algumas: @jucaiado, @jogaucha2, @neiacal, @reedukan, @dukan_feliz, @danidukanfit, @focanadukan, @yesdukan, @glaudukan, @Karllarodrigo, @eumagracomdukan. Nossa... Difícil citar todas as meninas que fazem dukan e me dão força! Todas as dukanianas no instagram me ajudam demais a manter o foco na dieta.


A Dani de hoje


Minha meta é alcançar meu peso ideal que é 61kg até janeiro de 2014. Depois é definição mesmo. A pessoa engorda esse tanto, daí não tem jeito, tem que correr atrás para recuperar as curvas!
A longo prazo quero reeducar meu corpo a comer saudável, já estou fazendo isso é claro, mas quero que seja para sempre. Eliminar o açúcar branco, farinha branca, chocolate, refrigerante, gorduras ... Isso é uma luta diária para vida toda, mas dá pra fazer de um jeito legal, sem estresse sabe?
Atualmente, 77 kg
Antes da dieta eu era preguiçosa no sentido de não pensar sobre meu corpo, minhas escolhas alimentares. Hoje penso até na comida dos outros, no prato dos meus filhos, nos lanchinhos. Também me preocupo mais com atividade física não só pra mim, mas para família toda. Meus filhos fazem capoeira, e agora eu é que estou arrastando meu marido para caminhar comigo pela manhã. Porque quando peguei o ritmo ele me deixou ir sozinha e não foi mais, rs!

E se você também quer emagrecer e ter uma vida mais saudável...

O fato é que vontade é a gente quem faz, assim como o tempo. Meu gatilho motivador foi minha saúde, o de outra pessoa pode ser a estética, de outra pode ser a opinião ou pedido de alguém especial. A gente tem que pegar esse gatilho e usar, mas não é começar na segunda e parar na quarta. É começar e ir mesmo contra a própria vontade!

Encontrar a dieta que se encaixa a você também é o ideal. Tem gente que se dá bem com Dieta dos Pontos, outros com Vigilantes do Peso, outros só com RA, outros com Dieta Dukan! Procure um profissional para te ajudar se for possível, busque informação, estude, dedique-se!
Se você odeia tudo da dieta, vai sofrer pra seguir em frente e tende a desistir mais rápido.
Outra coisa que acho que foi muito importante no meu caso foi não entrar de cara na academia, eu sei que ia morrer de vergonha, me sentir mal e não voltar mais. Comecei com caminhadas curtas e leves, fui aumentando a velocidade dos passos e depois o percurso.
Hoje faço 5 km de trote tranquilos. Meu objetivo é correr os 5 km e depois correr 10km.
Temos que colocar na cabeça desde o começo que quem está lá na frente magrinho e torneado um dia não estava. Então isso tem que ser uma motivação para nós, se eles chegaram lá nós também podemos! 
Quando comecei, precisava eliminar 50kg, hoje faltam 17. Essa diferença aconteceu, mas eu não parei só porque 50 era muito peso para eliminar.
Foco e força de vontade. Lembrar que a gente está fazendo um bem a nós mesmos e que no fim todos vão se beneficiar disso.
E por fim, façam muuuitas amizades com gente que está pensando positivo, que vai te jogar pra cima a cada grama eliminada e vai te dar força quando o peso não baixar ou o desanimo bater. Tem muita gente focada e disposta a dar a mão para quem está começando.
Ninguém sabe tudo, mas cada um dá um pouquinho do que sabe e no fim a gente tem muito!"

Dani muito obrigada pelo carinho, pela atenção e por compartilhar sua trajetória conosco!

Parabéns por sua conquista e por manter o foco e a determinação! Por não usar os filhos como desculpa para não emagrecer mas sim tê-los como incentivo maior; por mostrar que mesmo sem dinheiro e sem academia, é sim possível se exercitar, basta querer!; por conseguir se manter na linha mesmo quando todos estão fora dela! E principalmente por dividir com a gente sua história!
Parabéns!

Quem quiser entrar em contato com a Dani, basta seguir o perfil dela no Instagram: @danitakeda



E se você também tem uma história legal para compartilhar conosco deixe seu contato aqui nos comentários que será um prazer conhecer sua trajetória também!!






Um beijo,







7 comentários:

  1. que história... uma vitoriosa e não só no peso.
    uma mulher bonita, ficou mais bonita ainda

    ResponderExcluir
  2. Obrigada meninas pela oportunidade de contar minha historia, torço pra que as leitoras fiquem incentivadas a mudar de hábitos e melhorarem. Lembrem-se meninas que ser magro nw basta, a gente tem que comer saudável e exercitar!
    Foco e força pra todos nós. bjos

    ResponderExcluir
  3. Depoimento lindo! Porque da força para nós começarmos as coisas e seguir né! Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Meus parabéns ! estou começando nesse mesmo caminho, tenho certeza q vou conseguir também.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela determinação! estou começando pelo mesmo caminho tenho certeza q vou conseguir

    ResponderExcluir
  6. Meus parabéns ! estou começando nesse mesmo caminho, tenho certeza q vou conseguir também.

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu comentário, críticas ou sugestões para nós! É muito importante saber sua opinião!!
Muito obrigada por sua visita!