sábado, 22 de dezembro de 2012

Post especial para as mamães e futuras mamães!

Os cuidados com os pequenos

Um dos tópicos que sempre costumamos levantar aqui no blog é a questão da proteção contra a radiação solar. Atualmente, informação é algo acessível à praticamente todas as pessoas e se você está lendo este post, com certeza tem acesso à ferramentas de busca como Google ou sites diversos. Entretanto, mesmo com a divulgação de matérias sobre os danos causados pelo sol em revistas, televisão, internet e outros meios de comunicação, vira e mexe sempre me deparo com alguma mãe levando criança de colo na praia bem ao meio dia!! Afinal, por que isso ainda acontece? E não falo do sol gostoso da manhãzinha ou do fim da tarde, me refiro ao sol do meio dia mesmo, aquele mais ardido até para peles mais "resistentes"!



O Monacast é o podcast do blog Monalisa de Pijamas e é composto por três mães: Mafalda, Eubalena e Phoebe. Sou ouvinte há mais de 3 anos e adoro as histórias contadas pelas meninas, sempre bem humoradas e divertidas!
Ouvindo o "Monacast 121 - Histórias de Médico" me deparei com diversos dilemas, questões e mitos que muitas pessoas podem carregar até hoje e que foram brilhantemente esclarecidas pelo entrevistado, o Dr. Marcelo dos Santos. O Dr. Marcelo é dermatologista há quase 30 anos e falou muita coisa interessante neste programa. Ressalto algumas partes da entrevista que achei extremamente relevante para o post:

- Qual fator de proteção é melhor? SPF 50? 60? 
Um fator SPF 20 por exemplo proporciona 80% de proteção enquanto um fator 30 protege 85%. Já um fator 60 proporcionaria 87% de proteção. Sendo assim, mesmo dobrando o número do fator não dobra o número de proteção. O Dr. Marcelo diz que um fator 30 por exemplo seria uma opção muito satisfatória para o dia a dia, já que se você optar pelo 60 só terá 2% a mais de proteção e estará usando um produto muito mais condensado, com maior concentração de agentes químicos o que poderá causar alergia em peles mais sensíveis (principalmente em crianças pequenas).  

-Estou 100% protegida se usar o protetor?
O Dr. Marcelo ressalta que usando o protetor solar você está diminuindo o risco de ser agredido pelo sol, mas não quer dizer que você não está sendo agredido
Um exemplo para ilustrar esta frase: um filtro solar fator 30 protege 85%, sendo assim, 15% você está desprotegido; 15% de não proteção na praia em pleno sol do meio dia é muita coisa e o suficiente para causar danos. 
O entrevistado também conta que costuma ver mamães levando seu filhinho de 1 aninho na praia bem ao meio dia e ressalta como esta atitude é perigosa. Quando as mães são questionadas, rapidamente respondem: "Ah Dr. mas eu passei filtro fator 90", entretanto, se esquecem que o filtro protege até um certo ponto e 15% de não proteção faz muita diferença.

- Preciso usar protetor TODO santo dia?
Muitas pessoas acham que em dia nublado o uso do protetor é dispensável o que na verdade é um grande mito. Como o Dr. Marcelo disse, quando se fala "sol"  ou "está sol" refere-se ao momento que o sol nasce, a presença do sol em si se dá quando o dia amanhece mesmo sendo um dia de chuva ou nublado. Pode estar chovendo o quanto for mas isso não significa que os raios ultravioletas não estão passando pelas nuvens e atingindo nossa pele. Em dias nublados, 70% da radiação ultravioleta transpassam as nuvens, só 30% as nuvens conseguem segurar. 
Ou seja, pode estar o dia mais nublado do mundo mas o uso do filtro é indispensável e tem que ser DIÁRIO, você "enxergando" ou não o sol.

- Qual o momento certo para passar o filtro? 
Uma das coisas mais comuns que vemos na praia é a família chegando e a mãe passando o protetor nas crianças. O Dr. Marcelo salienta que o importante é passar o produto ANTES de chegar na praia e não na praia pois o filtro solar demora de 20 a 40 minutos para começar a fazer efeito! O certo é passar o filtro em casa e não na praia. 

-Manchas, idade e envelhecimento
A radiação solar assim como outras radiações é acumulativa na nossa pele. Então, para os dermatogistas, se uma pessoa tem 20 anos por exemplo, significa que ela tem 20 anos de radiação solar acumulada na pele dela. Ou seja, cada ano que passa, a pessoa acumula um pouco mais de radiação. Os 20 primeiros anos de radiação na nossa pele são o suficiente para os sinais de envelhecimento que vão aparecer aos 40, 50 anos por exemplo.
Se protegermos bem nossos filhos desde cedo, eles terão retardado o envelhecimento da pele. A importância de criar o hábito na criança é essencial para que esta o mantenha mesmo na adolescência e na fase adulta.

Estes foram alguns tópicos mencionados na entrevista meninas. Recomendo MUITO que escutem  este programa, o Dr. Marcelo também falou sobre a Síndrome do Bebê Sacudido, algo que muitas mamães e futuras mamães podem ainda desconhecer! Vale a pena conferir e conhecer o Monalisa de Pijamas!!!

Lembrei também de algumas histórias bizarras, teve uma amiga que fazia uma mistura de óleo paixão com limão para ir pra praia pegar um bronze! rs! E outra amiga que me fez passar óleo nas pernas para queimar mais rápido! Detalhe: sem protetor nenhum! rsrsrs


E vocês meninas? Conhecem histórias engraçadas de sol??

Um beijo,

2 comentários:

Olá! Deixe seu comentário, críticas ou sugestões para nós! É muito importante saber sua opinião!!
Muito obrigada por sua visita!